PUBLICIDADE

Vila Viçosa. Quatro pedreiras vão ter “zonas de defesa”

Quatro pedreiras desativadas do concelho de Vila Viçosa vão ser intervencionadas para a reposição das respetivas zonas de defesa, para permitir o levantamento dos condicionamentos à circulação rodoviária em estradas localizadas nas proximidades.

“A zona de defesa é a zona de proteção que deve existir. Não deve haver escavações entre a berma da estrada e o início do buraco, há distâncias regulamentares que devem ser cumpridas para que não haja desabamento da estrada para dentro das pedreiras”, explica Inácio Esperança, presidente da Câmara de Vila Viçosa.

Uma das pedreiras a ser intervencionada fica situada na Estrada Nacional 255, entre Vila Viçosa e o Alandroal. “A responsabilidade da reposição da zona de defesa ou do seu empilhamento é dos seus proprietários [da pedreira] e a estrada é da Infraestruturas de Portugal (IP), que está a liderar esse processo de reposição”.

As outras pedreiras estão situadas na antiga Estrada Nacional 254, que agora é um caminho municipal, que liga Vila Viçosa a Bencatel. Os trabalhos preparatórios iniciaram na passada segunda-feira, dia 27 de junho, “para preparar todos os acessos para que possam ser depositados naquelas três pedreiras, para repor a zona de defesa e na próxima seguinte iniciaremos os trabalhos de reposição, que tem 30 metros de largo junto à estrada”, acrescenta o autarca.

De acordo com Inácio Esperança, trata-se de “garantir condições de segurança para que possa haver o final dos condicionamentos ao trânsito que existem nas vias”, onde a circulação automóvel é feita, de forma alternada, por apenas uma faixa de rodagem. Trata-se, acrescenta, de um investimento de “largas dezenas de milhares de euros”, na sua “maior parte” suportado pelos proprietários e pelas empresas. 

Fonte da IP revelou que a empresa “notificou os proprietários de todas as pedreiras para procederem à reposição do terreno nas condições em que se encontrava antes do início das obras ou trabalhos”. Segundo a mesma fonte, “quando a reposição dos terrenos for concluída e [estiverem] verificadas as condições de circulação e segurança, o condicionamento de tráfego será retirado”.

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.