PUBLICIDADE

Universidade de Évora cria cátedra em demografia

A Universidade de Évora, o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) e a Siemens Healthineers juntaram-se para criar a Cátedra LifeSpan em sustentabilidade demográfica e saúde, cujo lançamento ocorrerá no próximo dia 2 de fevereiro.

Coordenada pelo cardiologista Lino Patrício, diretor do Departamento de Doenças Cérebro-cardiovasculares do HESE e investigador da Universidade de Évora, a Cátedra LifeSpan visa contribuir para o avanço do conhecimento científico, da inovação e da formação multidisciplinar associadas às áreas do envelhecimento e expansão de vida.

“A reflexão sobre novos conceitos de saúde, socioeconómicos e até artísticos, para o século XXI, em que a população idosa será prevalente nas sociedades do futuro constitui-se como objetivo para os investigadores envolvidos nesta estrutura de investigação e de formação, estando prevista ainda a abertura de programas de doutoramentos e mestrados em áreas de interceção entre a medicina, a saúde, o envelhecimento, a demografia, a economia, o direito e a ética”, avançou a Universidade de Évora.

Para marcar o arranque da Cátedra-LifeSpan, será apresentado por Carlos Parente, responsável pelas parcerias científicas da Siemens Healthineers Portugal, o Innovation Think Thank (ITT) – Aging Challenges, um programa de certificação internacional de inovação da Siemens Healthineers em parceria com a UÉ e o HESE, destinado a “promover a reflexão e a procura de soluções para diferentes desafios do setor  da saúde, através de uma metodologia colaborativa e multidisciplinar de estímulo ao pensamento crítico e inovador”.

Esta edição portuguesa do ITT está agendada de 28 de março a 7 de abril, em formato online e presencial, a partir de Évora, numa iniciativa dirigida sobretudo a investigadores, estudantes, membros do corpo docente universitário, consultores, profissionais da área da saúde e comunidade em geral, que contará com um painel de experts nacionais e internacionais.

Ao longo deste programa, os participantes terão a oportunidade de adquirir abordagens de co-implementação, trabalhando nos desafios mais significativos dos sistemas de saúde e da região. Lino Patrício, acredita que o Innovation Think Tank “vai promover um ecossistema centrado na inovação nos cuidados de saúde, que permitirá aos estudantes, investigadores, profissionais de saúde e até mesmo idosos envolverem-se em projetos interdisciplinares que terão impacto no futuro da nossa região e a nível global”.

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.