PUBLICIDADE

Rui Marreiros perde eleição para a concelhia do PS de Beja

O vice-presidente da Câmara de Beja, Rui Marreiros, não conseguiu a eleição como presidente da concelhia de Beja do PS. Nas eleições realizadas sexta-feira, dia 7, Rui Marreiros, que encabeçava a lista A, conseguiu 63 votos. Menos dois do que a lista B, encabeçada pelo médico Dinis Cortes, e que assim se torna no novo presidente da concelhia socialista, sucedendo a Paulo Arsénio.

Citado pela agência Lusa, Dinis Cortes salientou o nível “extremamente elevado” de participação dos militantes neste ato eleitoral, em que “acabaram por reconhecer” que algumas das suas propostas, “nomeadamente ao nível da organização interna, tinham razão de ser”.

Como prioridade para os próximos dois anos prometeu“desonerar os eleitos autárquicos de um trabalho que tem de ser feito na concelhia” e melhorar a “inter-relação entre militantes”. Segundo Dinis Cortes, a nova concelhia irá “apoiar inequivocamente a Câmara de Beja nas suas políticas e nas suas opções. E acho que a Câmara irá sair reforçada neste aspeto”.

“A todos os que me acompanharam nalgum destes momentos ao longo destes 11 anos, fica um agradecimento profundo. Aos que foram meus adversários internos, num ou noutro momento, a minha palavra amiga pela lealdade e correção que sempre demonstraram no pós-eleições”, escreveu Paulo Arsénio na sua página de Facebook, num balanço dos seus mandatos à frente do PS de Beja.

Se em Beja a eleição foi disputada, em Portalegre e Évora apenas concorreu uma lista. Em Portalegre, o novo presidente da concelhia é o médico Raúl Cordeiro, líder da bancada do PS na Assembleia Municipal de Portalegre. Em Évora, as eleições deste sábado vão servir para reeleger o jurista Jerónimo José, secretário intermunicipal na CIMAC.

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.