PUBLICIDADE

Hidrogénio verde nas redes de Évora dentro de seis meses

Évora vai ser a primeira cidade do país a utilizar hidrogénio verde. Em declarações ao Negócios, os responsáveis da empresa apontaram o início da distribuição para daqui a seis meses, o tempo para construir a infraestrutura de ligação à rede de gás da cidade.

A liderança do projeto é da Fusion Fuel, empresa com uma unidade em Évora que produz anualmente cerca de 15 toneladas de hidrogénio verde a partir da eletrólise da água que está a ser armazenado em garrafas e que, segundo o jornal, funcionará como backup de armazenamento de energia pois pode ser novamente reconvertido em eletricidade e injetado na rede.

“Trata-se de uma central de produção de hidrogénio pequena, que está acoplada a uma outra central fotovoltaica, quase como se fosse uma central híbrida. Numa parte produzimos energia e infetámos na rede, noutra usamos a energia para a eletrólise”, explica ao Negócios Pedro Caçorino Dias, responsável pela Fusion Fuel em Portugal.

A empresa lidera igualmente um consórcio que anunciou um investimento global de 122 milhões de euros em Sines para a criação de uma nova fileira industrial de hidrogénio verde. Deste montante, 36 milhões de euros resultam se apoio ao investimento no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência.

Aquando do lançamento do projeto, o primeiro-ministro, António Costa, destacou o objetivo de “escalar uma tecnologia que permitirá produzir hidrogénio verde a preços muitos competitivos, com impacto nos setores da energia, transportes ou indústria transformadora”.

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2023 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.