PUBLICIDADE

Évora: Seamax investe cinco milhões em fábrica de aviões

É um novo investimento aeronáutico anunciado para Évora. Através da sua página de Facebook, o presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, revelou que a empresa Seamax Aircraft se prepara para investir cinco milhões de euros e criar mais de 70 postos de trabalho num projeto que será concretizado até ao longo dos próximos três anos.

“Concluída a negociação, na reunião de Câmara Municipal, propus e foi aprovada a atribuição à empresa de um lote do Parque de Indústria Aeronáutica de Évora”, diz Carlos Pinto de Sá, acrescentando que na nova fábrica será construído o novo aparelho desta empresa brasileira fabricante de aviões anfíbios desportivos ligeiros.

O anúncio deste novo projeto surge poucos dias depois de a também brasileira Embraer ter anunciado a venda das suas duas fábricas em Évora (Embraer Metálicas e Embraer Compósitos), por cerca de 151,5 milhões de euros, aos espanhóis da Aernnova, empresa que opera em sete países, empregando mais de 4.600 pessoas.

Nas duas fábricas são produzidos, entre outros, componentes para asas e estabilizadores verticais e horizontais para programas aeronáuticos da Embraer como os jatos executivos Praetor 500 e Praetor 600, as duas gerações da família de E-Jets de jatos comerciais e o jato multimissão KC-390 Millennium.

“Com os novos termos da parceira, a Aernnova assume a operação das fábricas industriais em Évora e ao mesmo tempo, assegura o fornecimento para produção atual de aeronaves Embraer”, referiu fonte da empresa brasileira, acrescentando que o acordo “reforça a posição da Aernnova como fornecedora de primeira linha para aeronaves de corredor único, avançando a posição da companhia nos mercados de aeronaves executivas e de defesa”. 

“É mais um passo na nossa estratégia de crescimento, que reforça ainda mais o status da companhia como uma líder global no design e na produção de aeroestruturas. Planeamos avançar ainda mais nas operações das instalações e estabelecer Évora como um modelo no fabrico de aeroestruturas”, sublinhou Ricardo Chocarro, administrador da Aernnova.

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.