PUBLICIDADE

Eunice Muñoz (1928/2022). Uma vida dedicada ao teatro

A atriz Eunice Muñoz morreu hoje no Hospital de Santa Cruz, em Lisboa. Tinha 93 anos. Nascida na Amareleja, Eunice Muñoz, logo aos cinco anos de idade, entrou em pequenas peças musicais, estreando-se ainda menina no palco do Teatro Nacional D. Maria II, na peça “Vendaval”, com a Companhia Rey Colaço. Não mais deixou o teatro. Em novembro do ano passado assinalou 80 anos de carreira.

Filha e neta de atores de teatro e de artistas de circo, entrou em mais de duas centenas de peças teatrais, a que se juntam cerca de oito dezenas de participações em filmes e programas de televisão.

O final da sua carreira aconteceu precisamente em 2021 quando realizou uma última digressão pelo país com a pela “A Margem do Tempo”, onde contracenou com a neta Lídia Muñoz. “O teatro precisa de nós, de nós no palco e de vocês que recebem o melhor que temos para dar”, disse na altura.

Citado pela agência Lusa, o Presidente da República lamentou a morte da atriz e disse que Portugal “está de luto”. “Habituámo-nos à ideia de Eunice Munõz era eterna. Fisicamente não é. Resistiu a uma, duas, três, quatro crises de saúde. Mas é eterna no nosso espírito e não a esqueceremos”, acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa. “Em nome de todos os portugueses, queria agradecer-lhe uma vida dedicada ao teatro, mas também ao cinema, à televisão e à cultura em Portugal. Uma vida dedicada aos portugueses. Não a esquecemos, nunca a esqueceremos, estará sempre no nosso coração”.

Em outubro do ano passado esteve, pela última vez, na sua Amareleja natal, para inaugurar a Casa da Memória de Eunice Muñoz, uma homenagem “em vida” da vila que a viu nascer. 

Projeto da Junta de Freguesia da Amareleja, com o apoio da Direção Regional de Cultura do Alentejo, da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, da Câmara Municipal de Moura e do Museu Nacional do Teatro e da Dança, pela Casa da Memória irão passar diversas exposições relacionadas com a vida e obra da atriz. 

O espaço conta com objetos e fotos de Eunice Muñoz, assim como outros materiais em formato áudio e vídeo, entre os quais “alguns documentários cedidos pela RTP” (Rádio e Televisão de Portugal).

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.