PUBLICIDADE

Desdobra-te leva dança e outras artes à cidade de Évora

“Seara”, a nova criação da PédeXumbo com Clara Marchana e Luís Fernandes,  da Madrasta Dance, vai estrear na próxima sexta-feira, dia 18 de novembro, em Évora, no arranque de mais uma edição do Desdobra-te – Festival de Dança e Outras Artes. 

Este espetáculo foi a proposta vencedora da Bolsa para Novas Criações 2022, promovida pela PédeXumbo, e está agora em residência artística no Espaço Celeiros, em Évora. A bolsa surge  vontade da PédeXumbo em “desenvolver novos projetos performativos, nas áreas da dança e/ou da música, com o especial interesse para o conhecimento, valorização e devolução de estilos coreográficos tradicionais e, ao mesmo tempo, como incentivo a uma visão criativa e a uma atitude reflexiva sobre os mesmos nos corpos de hoje. O resultado desta nova criação, “Seara”, terá estreia na sexta-feira, o primeiro dia do festival.

O Desdobra-te – Festival de Dança e Outras Artes é o festival de outono da PédeXumbo, e acontece já no próximo fim-de-semana, com um programa que se desdobra em lado A e ladoB. De 18 a 20 de novembro, há bailes, oficinas, concertos, manualidades, passeios, conversas e atividades para famílias, em 12 espaços da cidade de Évora, cidade-casa da associação.

O Lado A do Desdobra-te integra, no primeiro dia, uma roda de chôro, com Chôro-É, um conjunto musical nascido em Évora que promove a música brasileira, com destaque para o chôro e o samba, e que vai convidar a dançar quem vem e quem passa pelo Pátio do Inatel, pelas 19h00.  Às 22h30, a abrir a pista de baile no Monte Alentejano, tocam os portugueses Ledok, com sonoridades novas para as danças tradicionais europeias. Às 00h30 será a vez dos Obal (Galiza), com a sua música das Rias Baixas da Galiza.

No sábado, dia 19 de novembro, às 22h30, o baile será com os Loogaroo (dupla belga formada por Florian de Schepper e Pablo Golder), que ganharam força nas suas diferenças e aprenderam a criar um amplo meio-termo entre as melodias irreprimíveis do acordeão e as progressões de acordes mais sóbrias do violão. Às 00h30 será a vez do Duo Montanaro Cavez (França), que voltará a tocar no domingo (19h00), encerrando o programa do festival com os ventos do norte e os sons do leste.

Durante o festival haverá quatro oficinas de dança, todas elas nos antigos Celeiros da EPAC. Duas estão agendadas para sábado: dança criativa para adultos, com Carla Sabino (15h00) e flamenco, com Bruno Xavier (17h00). As outras duas acontecem no domingo: dança blues, com Ana Russo e Jorge Wong (15h00) e bailes mandados, com Ana Silvestre (17h00)

PROGRAMA PARA AS FAMÍLIAS

O Desdobra-te – Festival de Dança e Outras Artes foi igualmente pensado como um festival para as famílias. Assim, dia 19 de novembro, haverá “Conchas”, um espetáculo de música e marionetas para bebés com d’Orfeu, na Biblioteca Pública de Évora, pelas 15h00. Uma hora depois, no Áshrama Évora Dhyána – Centro de Yoga, a proposta é uma experiência musical denominada “Brinco com Sons”, com Katerina L’Dókova e Katsiaryna Drozhzha, e para 17h00, no mesmo espaço, está programada uma oficina de yoga para famílias.

No domingo, às 15h00, “Toca a Dançar” é a proposta de baile para maiores de 3 anos de idade, com Marisa Borralho e a participação de Leónia de Oliveira, em aBruxa Teatro, onde duas horas depois haverá “Ler & Contar”, uma sessão de contos com Bru Junça. Ainda no domingo, mas para a Sociedade Harmonia Eborense, está agendada uma oficina de cerâmica para famílias, com Terra Quente, com início marcado para as 15h00.

De referir que todas as atividades são gratuitas até aos 10 anos de idade. O preço por pessoa e por atividade é de 5 euros e, no caso da programação para as famílias, o festival leva um posto de bilheteira até ao local de cada atividade para famílias, possibilitando um acesso mais facilitado na aquisição dos ingressos.

UM FESTIVAL COM LADO B

Com um programa distribuído entre Lado A e Lado B, o Desdobra-te convida os participantes a desdobrarem-se por vários pontos da cidade de Évora para participarem e assistirem às diversas atividades, satisfazendo tanto os impulsos dos habitués de festivais folk, como os devaneios dos curiosos e das famílias que preferem uma experiência mais relaxada e abrangente. 

Incluindo concertos, teatro, uma exposição, uma conversa e ainda uma prova de cerveja artesanal, a programação do Lado B inicia-se na sexta-feira, 18 de novembro, pelas 18h00, com a abertura da exposição “aBruxa Teatro: 20 anos de “muita merda”, na sala 5 dos antigos Celeiros da EPAC.

Para as 21h30 está agendada mais uma parceria de programação, desta vez com a Capote Música, que traz mais uma sessão de Músicálogos. Os convidados são o Duarte (fado) e a Mema (pop eletrónico, com influências de música tradicional portuguesa), que irão abraçar o instinto criativo e a liberdade de escolher o caminho que o seu “musicálogo” seguirá, seja a autoestrada do improviso, a ponte da reinterpretação conjunta ou o caminho de terra da composição. Um concerto para ver no salão do Círculo Eborense.

Sábado, dia 19 de novembro, às 15h00, Luís Fernandes traz ao festival “A Caixa de Pandora”, uma oficina de criatividade em percussão, que terá lugar no Colégio Mateus d’Aranda. Uma hora depois, na Livraria Fonte das Letras, inicia-se uma conversa com os responsáveis pelo projeto Além Risco sobre o combate às alterações climáticas. E às 18h00, nos claustros do Colégio Espírito Santo, “A Voz” é o tema deste ano para o Circuito Performativo, que chama artista a viver na cidade. Chissangue, José Bonifácio e Rúben Jaulino apresentam as suas performances em que a voz é protagonista. A programação do dia encerra com “Diálogos com um Calendário”, de Veronika Boutinova, a nova produção de aBruxa Teatro. Será pelas 21h30.

No domingo, o Desdobra-te continuará a dar destaque à voz, com a Oficina de Canto trazida pelos Lita Folk Band, da Ucrânia. Será às 15h00 no Monte Alentejano. Às 16h00, na Praça 1º de Maio, a proposta é conhecer e degustar a Magnífica – Cerveja Artesanal do Alentejo. De regresso ao Monte Alentejano, quase em jeito de despedida, haverá o concerto dos Lita Folk Band, com início marcado para as 18h00.

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.