PUBLICIDADE

Da Borgonha ao Já te Disse… como do sonho se fez vinho

Luís Godinho texto | Gonçalo Figueiredo fotografia e vídeo

Tudo começou com uma viagem à Borgonha em 2015. Ou melhor, depois disso. Regressado a Portugal, o gestor hospitalar Pedro Patrício e o irmão, Rui, decidiram comprar uma vinha com pouco mais de um hectare, em São Lourenço de Mamporcão, próximo de Estremoz. “Trouxe este sonho da Borgonha”, diz Pedro Patrício. Havendo vinha, o sonho começa a ganhar forma. Aos produtores juntou-se o enólogo Joachim Roque, formado em Bordéus, e as primeiras garrafas do Já te Disse chegaram ao mercado em 2021.

Na vinha, o encepamento é constituído por três castas tintas: Alicante Bouschet, Petit Verdot e Syrah. É daqui que resultam os dois tintos da casa, um dos quais um surpreendente (mais um) monocasta Alicante Buschet, chegado ao mercado após 14 meses de estágio em barricas novas de carvalho francês. O portefólio completa-se com um branco Viognier e um rosé feito com Aragonez, Touriga Nacional e Syrah, cujas uvas foram adquiridas fora da propriedade.

As quatro referências de Já te Disse (com preços entre os 33 e os 84 euros e rótulos desenhados pelo arquiteto Álvaro Siza Vieira) foram apresentadas num sunset realizado no hotel Vitória Stone, em Évora. 

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.