PUBLICIDADE

Centro de Artes de Portalegre na rota do Misty Fest

O Misty Fest está de regresso, passando por algumas das mais emblemáticas salas do país. Ao todo serão 10 as cidades que irão acolher o festival, entre as quais Portalegre, para cujo Centro de Artes do Espetáculo está agendado um concerto com Lisa Gerrard e Jules Maxwell. Será dia 30 de novembro.

Lisa Gerrard e Jules Maxwell, dos Dead Can Dance, estreiam, ao vivo o seu aclamado álbum “Burn”, no arranque da digressão deste novo trabalho.

Produzido por James Chapman (que já foi nomeado para o Mercury Prize) e lançado pela Atlantic Curve em maio de 2021, “Burn” inclui sete composições emocionalmente ressonantes que cruzam drama, dinâmica, texturas eletrónicas exuberantes e ritmo num conjunto sumptuoso

Lisa Gerrard é um nome incontornável no lado mais desafiante da música contemporânea mas também alvo de devoção popular graças, por exemplo, à sua participação em obras como a banda sonora de Gladiador: a sua colaboração com Hans Zimmer valeu-lhe, aliás, um Globo de Ouro.

Por seu lado, Jules Maxwell, que assegura os teclados em Dead Can Dance, tem um vasto percurso musical, compondo regularmente para teatro, incluindo a companhia Shakespeare Globe, em Londres. 

“Estamos ambos encantados por termos esta oportunidade de finalmente apresentar as peças de Burn ao vivo”,  dizem Maxwell e Gerrard e complementam: “O nosso objetivo é usar estas atuações como um trampolim para explorar melhor as ideias musicais. Em vez de meramente replicar o álbum, o que nos move é ver onde podemos levar a música num ambiente ao vivo”.

Os espetáculos incorporaram os sete filmes de David Daniels, Jacob Chelkowski e Michal Sosna que foram encomendados para acompanhar o álbum, e incluem também excertos dos álbuns ambientais a solo de Jules Maxwell, Nocturnes e Cycles para abrir a noite. 

Com uma programação marcada pela diversidade, a qualidade artística e acústica e a descentralização cultural, o Misty Fest apresenta 21 espetáculos, de Braga a Loulé, com alguns dos mais inventivos e premiados criadores contemporâneos, que trazem na bagagem muitos dos álbuns mais destacados e desafiantes dos últimos anos.

A edição deste ano do Misty Fest abre, no final de outubro, com os carismáticos Low que trazem a Portugal a estreia ao vivo de “Hey What”, um dos mais aclamados discos de 2021, nomeado para um Grammy, e destacado nas listas de melhores álbuns do ano em publicações como a Pitchfork, The Guardian, New York Times, Rolling Stone, New Yorker ou MOJO. 

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.