PUBLICIDADE

Andanças: Quatro dias para dançar nas margens de Alqueva

Redação SW texto | Edgar Libório foto

O Festival Andanças está de volta e tem nova “casa”. De 18 a 21 de agosto, Campinho, uma aldeia ribeirinha do concelho de Reguengos de Monsaraz, irá viver ao som da música, ao ritmo da dança e ao sabor do reencontro das culturas e dos nossos braços. Serão quatro dias para dançar, numa “viagem” a vários cantos do mundo, com os momentos de partilha e aprendizagem que são imagens de marca do festival.

Das danças africanas aos bailes mandados, do forró às danças irlandesas ou às chamarritas dos Açores, as manhã e os finais de tarde serão dedicados às oficinas de dança. Os bailes começam às 22h00 e prolongam-se pela madrugada. Os concertos têm início às 17h00. Haverá ainda oficinas criativas, de instrumentos e de relaxamento, conversas, sessões de contos e passeios, além do habitual “espaço criança”, na Sociedade Recreativa Campinhense, cuja programação, ao longo do dia, tanto pode incluir jogos como rodas cantadas, circo, percussão ou confeção de bonecos de pano.

No Campinho, de olhos postos na planície alentejana e na albufeira de Alqueva, o Andanças terá sete espaços de programação com quatro palcos e irá aventurar-se por espaços menos convencionais, como o antigo lavadouro, onde irão decorrer as oficinas criativas e de instrumentos e para onde estão marcadas conversas e os primeiros concertos de cada dia, às 17h00, com A Urtiga (dia 18), Malino (19), Djara Djara (20) e CaosArte (21).

De resto, as apostas continuam a ser as de sempre: dança e música, voluntariado, comunidade e sustentabilidade, num espaço com lotação para 1500 pessoas. A Associação PédeXumbo, entidade organizadora, recomenda a utilização de transportes públicos como meio preferencial para chegar ao festival, tendo em vista a redução dos impactos ambientais. A Rede Expressos, parceira do Andanças, oferece um desconto de 25% na viagem até Reguengos de Monsaraz, a todos os participantes que tenham adquirido um passe para o festival. A partir de Reguengos de Monsaraz haverá ligações regulares para o Campinho.

Outra alternativa é a bicicleta. A Cicloficina dos Anjos está a organizar o “Pedalanças”, um passeio de 160 quilómetros em bicicleta, divididos em três etapas, com partida de Lisboa no dia 14 de agosto. As inscrições podem ser efetuadas em www.cicloficina.pt. Para quem não tem outra alternativa senão utilizar o automóvel, a solução mais sustentáveis será partilhar a viagem com o maior número de pessoas possível. Para isso foi criado um grupo na página de Facebook do Andanças para partilha de boleias até ao festival.

Os bilhetes podem ser adquiridos online em www.andancas.net

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.