PUBLICIDADE

EDIA investe 45 milhões para produzir energia no Alqueva

A Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) abriu concurso para a instalação e licenciamento de quatro unidades de produção de energia fotovoltaica, a instalar junto a estações elevatórias da Rede Primária do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva.

Fonte do Ministério da Agricultura revela que o objetivo é alcançar uma produção de 90GWh/ano, ou seja, “a energia seria suficiente para abastecer cerca de dois terços de toda a população do Baixo Alentejo”. Este será o maior projeto fotovoltaico flutuante da Europa e terá como preço base do concurso 45 milhões de euros.

“A transição energética e a descarbonização da economia são prioridades para o país e assumem-se como determinantes para a sustentabilidade do projeto Alqueva, uma vez que estamos perante a principal fonte de custos variáveis na distribuição de água”, explica a ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes.

O Empreendimento de Alqueva tem já instaladas e em funcionamento nove centrais fotovoltaicas, incluindo duas flutuantes, estando também a decorrer os concursos para a instalação de outras nove centrais (sendo cinco flutuantes).

Partilhar artigo:

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2024 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.