PUBLICIDADE

Passeio por Quintos (Beja), à descoberta do Guadiana

A iniciativa “Pelas Aldeias de Beja – Visitas guiadas pelo património” propõe para o próximo sábado, dia 16 de Abril, pelas 10:00 horas, uma visita por Quintos.

Uma visita a Quintos, refere a autarquia, “terá por isso que obrigar a um desvio para visita ao rio Guadiana, onde pelo caminho deslumbrar-se-á com o correr das águas deste rio, sobretudo quando se cruzar com os antigos moinhos de cereais, ou azenhas, e escutar o marulhar do rio a atravessar as estruturas ainda existentes”. Dará ainda conta das ruínas de alguns fortins, testemunho de um tempo de guerras e fronteiras.

Foi no século XVI, no reinado de D. Manuel, que foi criada a  Casa do Infantado, posteriormente tornada numa das maiores instituições senhoriais do país e à qual Quintos, segundo reza a tradição, terá ficado a dever seu nome, porque pagava àquela Casa o chamado quinto.  

No entanto, e ainda relativamente aquela que terá sido a raiz etimológica de Quintos, chegam aos ouvidos outras explicações mais geográficas: situada, em tempos antigos, no limite do território português, sendo alvo constante de ataques inimigos, a vida em Quintos tornava-se um autêntico inferno, daí o uso da expressão de mandar para “os quintos dos infernos” alguém de quem se não gosta.

Hoje, a acreditar naquilo que aos nossos ouvidos chegam, podemos dizer que o inferno se metamorfoseou e deu lugar à quietude e à beleza como a que encontramos nos seus campos e em algumas das suas herdades.

Partilhar artigo:

PUBLICIDADE

FIQUE LIGADO

PUBLICIDADE

© 2022 SUDOESTE Portugal. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.